My Visitor's Origins ;)

segunda-feira, junho 14, 2010

Eyes Wide Open


"Enlightenment is like a full moon reflected on the water.
The moon does not get wet, nor is the water broken.
Although its light is wide and great,
The moon is reflected even in a puddle an inch wide.
The whole moon and the entire sky
Are reflected in one dewdrop on the grass."


"I'm No Fucking Buddhist, But This Is Enlightenment!"


"I bless the wonder of life and newness of living...!"

Love Until The End



Podemos fugir juntos, se assim desejares...
Podemos também esconder-nos do Mundo para sempre...
E se assim for a tua vontade, então: fecha a nossa porta e não deixes ninguém mais entrar.

Aqui... aqui é um bom local para vivermos.
Vem p'ró quarto... e fecha a porta. :)
Vem dormir... vamos sonhar
JUNTOS... :)

À parte da minha vida, talvez seja tudo o que quero, de momento...
Não sei o amanhã, mas sei que no agora te quero é a ti...

E quem sabe?...
Quem sabe se amanhã a vontade mútua será de envelhecermos juntos? Lado a lado... só nós os dois...

Tão bom! Até ao fim dos tempos... Até ao último
adeus...

Partilha.

Sentimento.

Toque.

Visão.

Realidade.

Sensibilidade.

Tempo.

Dedicação.

Momentos.

Eu.

Tu.

NÓS

terça-feira, junho 01, 2010

Slippage... :(

Seven months passed since I came here for the last time...

Seven months and a lot of little stories about a young man who started a new chapter, with a major adventure, across England!!!

It all started in the outskirts of Norwich, around a little place called Attleborough...

It was little, and it was rough, crowded with anti-social people and silence in their body languages...

An experience that I hated, yet I don't regret for all the resilience it provided me.

During that time I met people like Sue Knight, Ruth Stannard and Hester Johanna... people who I will always carry on my memory for the learning opportunities given, for the friendship and for the motherhood spirit.

And then... I decided I had enough, and so landed in the most gorgeous and atractive place ever: Chelsea and South Kensington, in London ;)

And so a new path begins...

Everyday I wake up in the morning, open my eyes and I try not to fall as hard as I can. As I leave home, in every cloudy London morning, I try not to slip...

I am João. I am Pedro. I am a whole body with such a desire of living and so afraid of failing.

I am the beginning, the middle and the end.

As I walk, I put my earphones and play my iPod... I open my eyes and fall asleep.

"My mind is strong", I think to myself. "I'll be resilient and capable enough to survive in this concrete jungle".

While I walk... I'm not giving up, on me nor my beliefs.

While I look at the sky, with the sun hidden behind such huge dark grey clouds, I know I won't fall into pieces.

While I sadly cry every night in my bedroom, I see I'm human, I see I'm alone and that my tears will never dry.

While this heart beats, it will never run for something granted.

Where's the challenge? Where's the pursuit? Where's the game? Where's the love...?

Nahh...

This concrete jungle hardly has true friendship to offer, as much as such thing as... Love.

Thus...

Just leave me alone...

My hand's my path... and I'm so comfortable in it... So safe...

But it's my world... an empty one with no challenges... no disappointments...

Shall I jump out of it and see how it goes?

I don't know... Yet I'll be altruistic in each step I give...

And if I get stuck in this emptiness that causes me such a vertigo, I will be forced to let myself slip through my fingers. Prisoners of my two hands...

Because the future is nothing but the sensible and coherent present...

Thus, I must be optimistic and keep...


Walking...

This is not a fight. This is a path. João Pedro's path...

P.S.: My words will be always hostages of my pulse.

segunda-feira, outubro 19, 2009

Os Passos do Pensar ao Sabor do Ouvir...

À medida que o tempo vai deixando as suas marcas, eu continuo o mesmo João, aquele que não vive sem música.

Aquele cujos passos que dá, juntamente com os seus "pensativos cigarros" têm sempre uma música especial, como pano de fundo...

E este mês, esta tem sido a "minha" música.

Partilho-a convosco. Porque são vocês que têm dado sentido à minha vida, e aos meus passos, e aos meus pensativos cigarros.

:)





terça-feira, setembro 15, 2009

Conforto (...Por Conveniência...)

Enquanto vagueava... tu procuravas.

Procuravas alguém... "um alguém"...

Enquanto vagueava... tu disseste que ME procuravas...

Mentira!

Procuravas por alguém que te fizesse sentir vivo...

Encontraste-me.

Procuravas por alguém que te oferecesse o seu calor humano...

Encontraste-me...

Procuravas por alguém para não estares simplesmente... sozinho.

E encontraste-me.

Procuravas apenas por alguém.

Mas eu... sou o João!

Não "um", mas "O" homem que te penetra no olhar e enche-o de medo.

Sou aquele que abandona o amor até este apodrecer!

Sou «FRIO», que te gela os sentidos, gela o corpo... e te mata a alma.

Implora-me... pois vou-me embora. Será este o final com que sempre sonhaste?

(Talvez nunca devêssemos ter começado seja o que for!)

Sou o Pedro!...

Aquele que te amou na ilusão de que era correspondido...

Que fazia horas de viagens diárias para poder ver o teu rosto, ainda que por breves instantes...

Que deu todo o seu carinho, amizade, compaixão, e calor humano... e agora se sente inerte... incapaz... e novamente, solitário.

Procuravas por alguém que te confortasse...

Encontraste-me.

Procuravas por alguém que despertasse o teu genuíno sorriso...

Encontraste-me.

Procuravas por alguém... apenas "alguém"!...

E não por MIM.


E assim, transformo-me.

Hoje, sou o Frio, sou o Gelo, sou a Chuva, sou Tempestade, sou Meteoro, sou Erupção, sou Vingança, sou Azar, sou Ódio, sou Fogo, Terra Árida e Água Salgada...

Sou quem te obriga a respeito... (ou será medo?)
Sou quem te voltou a dar frio à noite...
Sou quem te trouxe as lágrimas...
Sou quem te gela a essência do teu ser... (até nisso és ser fraco!)

E agora?
Terei eu conseguido despertar aquele teu sorriso genuíno?...

Pois...

... talvez não. Assim o espero...


Agora é tempo de me despedir, com mágoa por me teres usado para teu próprio proveito, sem nunca teres pensado em mim.

Adeus... *

domingo, setembro 13, 2009

Vem...Vem Comigo. Os 2...! Sempre os 2... :)

Brilho...

Um brilho permanente é o que sinto quando te tenho por perto. Aquele brilho que por mais escura que seja a Noite, torna possível a nossa Caminhada...

Uma luz, essa luz que representas para a minha vida...

Jamais pensaria das sensações que ela causa em mim... Só te quero abraçar, e não mais te largar.

Nesta noite, travam-se batalhas de guerras sangrentas, para onde somos arrastados, e sentindo-nos impotentes, damos as mãos um ao outro, na tentativa de nos esquecermos do resto do Mundo...

Na tentativa de chegarmos ao Nosso Mundo...

Meu e Teu. Nosso! Dos dois... :)

Só dos dois...

Problemas vêm e vão... Figuras de tolos fazemos, e sem medos enfrentamos o desconhecido...

Porquê?...

Porque estamos vivos!
Porque somos aventureiros, porque detemos em nós uma busca constante de momentos, momentos inesquecíveis, porque gostamos de aprender...

E nada melhor do que errar para crescer...


O Destino é nosso amigo, por vezes faz-nos sentir mal, faz-nos sentir vazios e indecisos quanto ao nosso agir, quanto ao nosso futuro. Pensamos que ele é cruel, quando na verdade, só nos está a ajudar a sermos maiores e melhores...

Mais compreensivos, mais sensatos, mais astutos, mais...! Sempre mais!!!

E ninguém nos disse que cada viragem de página das nossas vidas, seria fácil...

Por isso, vem comigo!... Comigo sabes que nunca te sentirás perdida, seja onde for... Quando chover, abrigar-te-ei, custe o que custar.

Dar-te-ei de mim o pouco valioso que tenho, partilhando junto a ti uma vida a dois, estando sempre contigo... para sempre...

Porque serei para sempre teu. Só teu...


Amanhã estarei longe, tu sabes. E assim, a cada momento que te sintas só, de cada vez que olhes para a Lua, ou ainda sempre que ouças os nossos CD's do Pedro Abrunhosa, lembra-te que penso em ti.

As palavras que jamais te direi..."Nunca" e "Adeus"...

Ao longo destes anos, plantámos uma semente, que cresceu, se tornou planta, e desde então floresce todo o ano!... Alimentamo-la com amizade, com amor, com carinho e dedicação, com lágrimas, com gritos, saltos e gargalhadas, e fazemos dela uma flor especial! Uma flor que para sempre protegerei... Uma flor imortal! Imortal como as nossas eternas Noites...:)

Não estarei presente daqui em diante, e continuaremos a fazer figuras de tolos, continuaremos a ser bravos e destemidos, enfrentando o que a realidade dura das nossas vidas nos oferece. Caíremos, sangraremos, e, por mais difícil que seja, pensaremos um no outro e em quem nos tornámos juntos, e a nossa caminhada, ainda que separados, tornar-se-á sempre mais fácil...

Vem comigo...
Não te perderás!
E nos dias de tempestade, abrigar-nos-emos numa lareira partilhando alegrias ao sabor de uma garrafa de vinho e lembranças do nosso passado...

Nostalgia?... Sim, claro :) Porque o que construímos é fantástico, é grande, é digno de orgulho! É NOSSO!!!...

Apenas te tento dizer que o meu coração está para ti, pronto para te sustentar... em qualquer altura...
Não estarei longe... dás-me a tua mão?!... Preciso sentir-te...

Anos procurei-te... Demorei, contudo encontrei-te. Vou-me embora e não te desiludirei. Tentarei ao máximo para que tenhas orgulho em mim...

Pois a nossa amizade, com o seu porto de abrigo permanente, merece toda a nossa dedicação... Não importa onde estejamos, com quem estejamos... Importa que tenhamos parte de nós sempre um com o outro!...

Para o resto da minha vida, Inês... serei teu.

Vens comigo?...

Porque... "eu e tu somos iguais"...

Obrigado Destino, Lua, e Noite... por fazerem parte das nossas intensas vidas e proporcionarem-lhes um brilho especial... o nosso brilho...

*

quarta-feira, setembro 02, 2009

Frio

Frio...

Tenho frio... tanto!!!

Estou-me a perder de mim a cada dia que passa...

Mas ainda sonho...

Sonho ao som desta música que já há vários anos por mim passa...



Ouve esta música... E sente-a... Sente-a como eu te sinto a ti.

"You were right
And I don't wanna be here
If your gonna be there
Was that supposed to happen

I'll hold tight
I'll remember to smile
Though it has been a while
And without you does it matter

There's no room
No place to start
When our souls are apart

I wanna travel through time
See your surprise
Hold you so tight
I'm counting down the days tonight
I just wanna be a million miles away from here
I'm counting down the days

How've you been
It's just the usual here
And days are feeling like years
And every day's without you

Now I cry
Just a little too much
When I think of your touch
And everything about you

I feel cold
I'm in the dark
When our souls are apart

I wanna travel through time
See your surprise
Hold you so tight
I'm counting down the days tonight
I just wanna be a million miles away from here

I wanna travel through time
See your surprise
Hold you so tight
I'm counting down the days tonight
I just wanna be a million miles away from here
I'm counting down the days

I'm counting down the days
I'm counting down the days

I'm gonna be your surprise
I'm gonna hold you so tight

Yeah

I wanna travel through time
See your surprise
I'd hold you so tight
I'm counting down the days tonight
I just wanna be a million miles away from here

I wanna travel through time
See your surprise
I'd hold you so tight
I'm counting down the days tonight
I just wanna be a million miles away from here
A million miles away from here"

P.S.: Não me digas «Adeus» como eu já to fiz outrora...

terça-feira, agosto 11, 2009

SW'09

Em resumo... uma semana de puras emoções!!!

Muito sol...

Muito Martini Bianco...

Muita cerveja...

E muita música... DA MELHOR QUALIDADE!!! :)

Este spot publicitário foi uma das minhas maluqueiras neste Sudoeste!!! xD

Enjoy!!!


video

terça-feira, agosto 04, 2009

Reviravolta

Pedi aos meus amigos Tempo e Solidão uma oportunidade... e eles concederam-ma. :)

Estava farto.

Adeus passado!!!...

Presente: "Novo em folha!", diz-se...

Está na hora de mudar.

Um novo capítulo se avizinha...

Já Licenciado... :)

Já Enfermeiro! :) Numa grande Escola! ;)

Mais sexy... (ou menos horrível!)

Mais seguro... (ou menos inseguro!)

Mais assertivo... (ou menos "mole"!)

Mais compreensivo... (ou menos impaciente!)

Mais irónico e sarcástico!...

Mais independente...

Mais determinado...

Mais João!... UM NOVO E REVIGORADO JOÃO...

Amanhã começa a reviravolta...

A minha vida passará a ser apenas minha e não dos outros; vivida apenas por mim e não dependente de juízos alheios...

Não terei tempo para qualquer pessoa, como outrora; apenas para as que merecem.

Não falarei para quem outrora não me deu a oportunidade que merecia.

Correrei o risco de me tornar um possível "snob"... mas não me preocupo. Confio nos meus verdadeiros amigos para me dizerem com a frontalidade com que sempre me trataram, se a essência do "novo" João se mantém intacta ou não.

Amanhã começa a reviravolta...

Amanhã começa o Sudoeste...

E p'rá semana: Ensaios no Teatro!!! :)

...

(Adeus "Johny"... Olá João Pedro!)


E para vocês, que persistem em entrar no meu "mundo" à força, e insistem em me magoar, dedico-vos os seguintes versos de indiferença/desprezo:


"Silly boys...
I ain't got no time to talk!
Silly boys...
Just shut up and watch me walk!"



Hey! Yeah...
Hey! Yeah...
Whoo!

When I'm walkin' down the street they say
Hey, sexy (Hey, sexy)
When I'm dancin' in the club they say
Hey, sexy (Hey, sexy)
When I'm driving in my car
Or I'm standing at the bar
It don't matter where I are
They say Hey Sexy (Hey, sexy)

Silly boys
They lovin' me so much
Silly boys
You can look but you can't touch
Silly boys
I ain't got no time to talk
Silly boys
Just shut up and watch me walk

Cause I'm too sexy in this club
Too sexy in this club
So sexy it hurts
If you feel sexy in this club
Then go 'head toast it up
Take it down, lets get sexy
Right now (now, now, now)
Get sexy right now (now, now, now)
G-g-g-g-get sexy right now (now, now, now)
G-g-g-g-get sexy right now (now, now, now)
N-n-n-n-now

When I'm shopping with my girls they say
Hey, Sexy (Hey, Sexy)
In a two piece at the beach they say
Hey, Sexy (Hey, Sexy)
When they put me on their arms
So they maximize their charm
Cause I'm shining like a star
Yeah, I'm so sexy (Hey, Sexy)

Silly boys
They lovin' me so much
Silly boys
You can look but you can't touch
Silly boys
I ain't got no time to talk
Silly boys
Just shut up and watch me walk

Cause I'm too sexy in this club
Too sexy in this club
So sexy it hurts
If you feel sexy in this club
Then go 'head toast it up
Take it down, lets get sexy
Right now (now, now, now)
Get sexy right now (now, now, now)
G-g-g-g-get sexy right now (now, now, now)
G-g-g-g-get sexy right now (now, now, now)
N-n-n-n-now

If I had a dime (dime)
For every single time (time)
These boys stop and stare (stare)
I'd be a billionaire

Yeah if I had a dime (dime)
For every single time (time)
These boys stop and stare (stare)
I'd be a billionaire

Cause I'm too sexy in this club
Too sexy in this club
So sexy it hurts
If you feel sexy in this club
Then go head toast it up
Take it down, lets get sexy
Right now (now, now, now)
Get sexy right now (now, now, now)
G-g-g-g-get sexy right now (now, now, now)
G-g-g-g-get sexy right now (now, now, now)
N-n-n-n-now

Sugababes - "Get Sexy"

P.S.: Inês, eu e tu... JUNTOS! Sempre... :)

terça-feira, julho 07, 2009

Let It Rain



"I have given... I have given and got none...

(...)

Let It Rain... Let It Rain... on me."

sábado, junho 27, 2009

Nunca te apaixones.

Amante? Talvez...

Queres fazer parte de mim? Também...

...
...
...

Sou uma flor. Tão especial, que é capaz de te magoar, para saber até que ponto me queres.

Não digas que me amas... nem digas que gostas de mim.

Deixei de ser humano! Por isso, nunca seremos iguais.

Continua assim, tal como foste, és, e serás...
Dar-te-ei o que tenho, porque a mais não sou obrigado.

Mas lembra-te sempre: Eu sou a flor que nunca se apaixona!

Podes ser grande... podes ser uma eterna e meiga criança...

Não sentirei a tua falta, pois estou enterrado bem lá no fundo, e nunca choro... Sou um predador.

Uma solitária e predadora flor.

...
...
...

Não digas que me amas, nem digas que gostas de mim...

Porque eu não sou humano. E nós... nunca seremos iguais.

Continua assim... nunca te esqueças do que já construíste e do caminho que te espera...
Dar-te-ei apenas o que tenho...

Dar-te-ei apenas o essencial para que nunca te esqueças de mim.

Eu sou a flor que marca por quem por mim passa, mas que nunca se apaixona.

Sê amante. Sê criança.

Mas não sejas «amor»...

...Eu nunca me apaixonarei...

*

Tempestade


Ouves? Sentes?

O vento sopra como nunca...
As nuvens surgem no horizonte...
Uma tempestade aproxima-se...!

(... Sim, tens razão, Noite. Tu sabes, tu és minha amiga... tu entendes-me. Tu sabes que a Solidão me persegue, mas também sabes que em breve isso mudará. :) ...)

Vão chover pedras...
Esta tempestade ensurdecer-nos-à.
As nuvens negras cegar-nos-ão!
O chão estremecerá...
O céu gritará à minha procura...

...
...
...


Mas... não tenho medo. Sou demasiado forte para ti. :)

A neve já não é neve. Chora... é chuva!
O gelo sob os teus pés derreteu-se...
E no fim...bem ao teu ouvido, sussurro-te: "Adeus..."

...
...
...

És matreira e culpada, Solidão... pediste ao Vento isto e por pouco perco o meu porto de abrigo...

Eu só pedi uma leve brisa, para Te sentir no meu rosto...

Deixa-me. Não és bem-vinda... levas-me para longe de mim e dos que amo.

Vai... atormenta a tua própria Solidão, e deixa-me...

P.S.: Lua, esta noite, o teu encanto era deveras especial... sei que andas a espalhar amor pelo mundo... e para mim, haverá disso para mim?!...

(Não respondas... Não precisas...)

*

terça-feira, junho 16, 2009

...Visão...

"They say it's the last song
The don't know us, you see...
It's only the last song
If we let it be!"


segunda-feira, junho 15, 2009

Triunfo do Eu


Noite, minha companheira, hoje foste longa. Soube bem este tempo que passei contigo...

Tanto brilho, tantas surpresas, tantas pessoas mágicas...

Puros sorrisos, abraços sentidos...

...
...
...

Cheguei a casa já era manhã.
Feliz pela alegria que abarquei em tão pouco tempo, e de repente, tudo se desmorona.

Chego ao meu quarto... entro no meu mundo... e tudo, tudo o que tenho desaparece.

«Que fiz eu?», interrogo-me.

Caio morto na cama, olho para o meu Céu, branco e nú... E amaldiçoo o dia em que nasci.

"Porquê?!" - Não sei.

"Que tortura esta, como se me estivessem a queimar vivo?" Pára Solidão. Há anos que vivemos lado a lado, mas não posso. Não consigo continuar assim.

Eu preciso de triunfar!!!

Onde estás?!

Noite, Céu, Inês. Ajudem-me. O Caminho é árduo... a Aprendizagem, uma aliada constante.

E eu gosto de aprender. Eu quero continuar a aprender.

Quero crescer! Tornar-me num João mais notório, assertivo, e sempre fiel à sua dignidade; sempre fiel aos que ama e a quem o ama.

Quero continuar a olhar a Pessoa nos olhos e vê-la a Si, e a Si só! A sua pureza, a sua essência, a sua tristeza. Olhá-la e sorrir-lhe, como que dizendo: "Eu percebo-te, e estou aqui.", em tom de compaixão.

O toque espontâneo, natural.
O abraço terno e protector.
O beijo amigo e enternecedor.

Ajudem-me a poder continuar a Sentir.
Sentir, para dar de mim. Sentir, para receber.
Enfim... sentir para viver.

Não tenho medo da Solidão... o meu maior medo é deixar de Sentir.

...
...
...

Olho intensamente para a luz trémula do meu branco Céu, na tentativa de poder abafar alguma da minha Dor...

...Em vão.

Hei-de ficar bem.... espero.
Afinal, eu espero sempre...

Espero tanto, e ainda assim, Tu, que nasceste para mim, não vens.
Tu não vens, porque nem tão pouco existes...

Hei-de ficar bem.

Vivo e aprendo. Eu vivo e aprendo... Se vivemos, aprendemos. (Será?)

Para mim, sim. Estou vivo, e amo aprender.

Aprendo, fazendo bem. Aprendo, fazendo mal. Aprendo a estar certo. Aprendo, por estar errado.

...
...
...

Até depois, Solidão. Agora, estou cansado demais para te enfrentar.
Deixar-me-ei cair num sono profundo, e amanhã...

Amanhã não tornarei a deixar que me roubes o meu Ontem, arruines o meu Hoje, ou magoes o meu Depois.

Fecho os olhos e...

WOW!!! Surpresa!

... Afinal, o João talvez esteja a triunfar...






P.S.: Obrigado Filipa, Rita, Pedro & Pedro, pelo toque, pela presença, pelo sorriso, e pelo calor do vosso olhar, na companhia da eterna e bela Noite. :)

sexta-feira, junho 12, 2009

Uma Semente no Deserto

«Não.»

Uma palavra constante em cada caminho a percorrer...

Não.
Não tenho casa.
Não tenho "ninguém".
Não tenho nada que me prenda "aqui".

Sinto-me um nómada, de passagem por territórios, que embora familiares, soam como se fossem alheios...

...
...
...


A Areia sopra bem forte, agressiva, como gelo, neste deserto tórrido e vazio...

Sopra de tal maneira, porque tem sentimentos... é solitária e triste.

Combate a Solidão, mas sai das suas batalhas sempre vencida.

Felizmente, surge a Noite, que estende as suas asas e exibe o céu estrelado para a Areia, que sossega e cada seu grão prossegue caminho...

É este o modo como a Areia vive, um dia após outro...
É este o modo como a Areia vive, vida após vida...

E como é nómada, a Areia não tem medos, por isso arrisca em qualquer circunstância...

Arriscar pode significar a sua hipótese para um rumo diferente... Arriscar pode significar a sua salvação.

Cada seu grão, é uma alma vazia, e a Noite, quando chega, traz a cada um deles, a sua própria sombra com o brilho puro e apaziguador da Lua, na procura desesperada de lhes trazer vida, unicidade...

Até hoje, nenhum deles conseguiu tal proeza...

Mas a Areia, bem...

A areia é forte e determinada. Por isso tem esperança.

Dia após dia.

Vida após vida.

...
...
...


Sou um nómada.

Grito aos céus.
A minha voz ecoa na montanha, ao longo dos vales...

Dia após dia...

Não vou desistir... leve-me o Destino para onde o Vento me soprar...

*

quarta-feira, junho 10, 2009

Vida Ideal?


Todos sonham...e eu, não sou diferente.

Sonho com a vida ideal. Mas que será isso?
Será aquela vida convencional, associada a um nível de conforto considerável, em que se partilha toda uma história de vida com a "pessoa de sempre e para sempre"?

Talvez cliché... mas talvez seja esse mesmo o meu desejo.

Sofro por grande antecipação, contrariamente ao que aconselho aos que me rodeiam...

"Vive o dia de hoje!"

Mas não... o João não é assim.

O João é sonhador, e por isso, ilude-se... e desilude-se, mas como verdadeiro sonhador, não desiste, e volta a sonhar, e a iludir-se...

E no final de contas, vai aprendendo, vai crescendo, e esse sonhos, vão-se tornando modelados, deixando de ser puros, naturais...
Porque o que nos rodeia não é a utopia, é a realidade.

E isso, por vezes... dói.
Corrói-nos a alma de tal forma que o nosso coração anseia por um grito jamais dado.

...
...
...


Vejo-me lá do alto... a percorrer o caminho de volta para minha casa...

E a pensar no que irei fazer sozinho, como o dia-a-dia assim o manda...

Chego.
E fumo um "pensativo cigarro"...
Cozinho jantar para um.
Preparo a sobremesa para um.
Ponho a mesa para um.
Como...
Bebo café...
Fumo mais um "pensativo cigarro" com o sabor ainda do café na minha língua e lábios, e procuro ocupar o tempo e afastar o "silêncio ensurdecedor"...

Ligo a TV, vejo "Le Fabuleux Déstin d'Amélie Poulain" e enquanto o filme dura, esse sonho naïve repete-se: o sonho do amor.

Questiono-me sobre isto incessantemente, mas... não pedia mais nada na vida.

Queria caminhar em direcção a casa, a dois...
Fazer jantar para dois...
Por a mesa para dois...

Queria ver-te a abrir a porta, sentir o teu sorriso.
E enrolado num cobertor, ver Amélie na tua companhia...
Adormecer olhando para ti... sentir a tua respiração junto do meu corpo.
Queria ter-te ao pé de mim, para me enxugares as lágrimas, quando precisasse...

E passear contigo à beira-mar, e adormecer abraçado a ti, ao som das ondas do mar.


Pieguices, sim. Sem dúvida.
Conforto, também...
Parte de mim, vê tudo isto como algo..."piroso"... Mas... é mais forte que eu.

Sonho com isso, e por conseguinte, essa será uma das minhas buscas ao longo da vida.

Sou ainda muito "pequeno", mas sensato.

Por isso, esperarei com (alguma) calma até esse dia chegar...

Com amor, me despeço de ti... "Tu" que não existes.

*

Confusão...

Sinto tanto... e incapaz de fazer nada...

Podia dizer que... estarei para sempre aqui.

Para sempre, e para ti. (Confia em mim, porque estarei...)

Podia dizer que... serás para sempre especial para mim.
Mas tenho poucos e sábios amigos. Um deles, é o "Ontem", e ele disse-me que o "Amanhã" que me está destinado é ainda muito longo, vai-me ensinar muito e exigir ainda mais de mim, e que tal sentimento esvanecerá com o tempo...

Foste-te embora...
Fugiste? Ou estaria na altura de deixares este caminho a dois?
Não sei...

Sinto-te, por agora... A distanciares-te de mim.
Perdi o meu ombro, mas sinto que a cada passo teu, estou eu próprio a crescer.

Ensinaste-me algo que não me apercebi enquanto passei este tempo todo contigo.

Agora, abro os olhos e vejo um céu limpo, uma luz incandescente, e quando chega a doce Noite, a Lua ganha outra magia...

E eu, com saudade tua, sorrio-Lhe.

Submissão, Culpa, Solidão, Lágrima, Saudade, Amizade, Gargalhada, Compaixão, Liberdade, Alívio, Dedicação, Confiança, (Des)Compromisso, Mágoa, Carinho, Angústia, Sensatez, Insegurança, Perseverança.

Todos eles se tornaram mais claros para mim.

Sou alguém.
Sou alguém estranho.
Sou alguém estranho num mundo privilegiado em momentos de aprendizagem...
Aprendizagem que ora gera um choro sôfrego, ora um orgulho imenso.

Já vais longe, mas consigo ver-te lá do cimo da colina.

E percorro...

Passo a passo, tijolo a tijolo, vou construindo o meu caminho...

Acompanhado do Ontem, do Amanhã, da Noite, da Lua, e da Inês... :)

Björk

Do VoltaIC DVD, gravado no Olympia de Paris, deixo-vos aqui com dois vídeos electrizantes, carnais, selvagens, repletos de energia...

Björk, a visionária...! :)

Hyperballad (do álbum «Post»), Pluto (do álbum «Homogenic»), e Declare Independence (do álbum «Volta»)

O melhor concerto da minha vida... e já vi excelentes espectáculos...

Björk, na Digressão Volta, em Agosto de 2008, @ Festival Sudoeste, primeira fila... para sempre na minha memória!!!

Liguem esse som ao máximo, como eu faço sempre, quer em casa, quer na rua, e gritem, saltem, libertem-se!!!!!!!!!!!!!!!





Takk :)

terça-feira, junho 09, 2009

Sverige!

Hoje tive a minha primeira lição de sueco!...

Sverige :) -Suécia :)

Ja. - Sim.

Nej. - Não.

Hej! - Olá!

Hej då! - Tchau!/Adeus!

Tack! - Obrigado!

Por isso, Olaf, «tack» pela lição de hoje!

Hej då!


domingo, junho 07, 2009

One On One :)

...Sim!... Estónia, mais uma vez! Uma música divertida... porque ouço esta música e só consigo pensar: "OMG... Parvalheira! A minha cara! Muito bom :)"

Rolf Junior (Rolf Roosalu), em One On One, para o Festival da Eurovisão em 2008.




"learning to know was the easy part
an easy start
but going from there
I can't figure out
why do you doubt

how do you feel
tell me how do you feel
me getting really
close to you right now

ohh, it's magic
when you're laughing
and your beauty
makes me thinking going one on one
ohh, tragic
we just keep talking
are you thinking going one on one

one on one
one on one

staying as focus as I can
as long I can
how long can I take this
loosing time I don't have
no, I don't have

how do you feel
tell me how do you feel
me getting really
close to you right now

ohh, it's magic
when you're laughing
and your beauty
makes me thinking going one on one
ohh, it's tragic
we just keep talking
are you thinking going one on one

magic
laughing
tragic
talking

ohh, it's magic
when you're laughing
and your beauty
makes me thinking going one on one
tragic
we just keep talking
are you thinking going one on one"