My Visitor's Origins ;)

quinta-feira, agosto 31, 2006

Penso, logo desisto...

Nem mais, Filipe… tens razão absoluta quando o dizes… e nem sabes o porquê de teres pegado na tão célebre frase e tê-la alterado de maneira abismal com uma simples palavra…
Pessoas como eu, são assim… refugiadas nos seus pensamentos… nas suas projecções sobre dados acontecimentos…

São até pessoas que, mesmo rodeadas de inúmeras pessoas e de um ruído brutal, sentem-se sós ou então encontram-se serenas...

São pessimistas… e calculistas por consequência, dado que são sofredoras (mas não pseudo-mártires... pois isso são as "vítimas"), e portanto adquirem essas características como mecanismo de defesa como forma de se defenderem do mundo e das pessoas agressivas, sem escrúpulos, que nos rodeiam…

São ainda pessoas inseguras e tímidas no que concerne à vida pessoal…

E posto isto, agora juntemos “à receita” problemas na "maravilha" que nos dá vida (o nosso coração)… uma grande e grave confusão acerca do futuro de vida profissional, e finalmente… uma “ilusão” que previamente (talvez) o era, mas infelizmente (e para mal dos meus pecados) está a deixar de o ser…

É forte… é extremamente forte… tão forte que me chega a estontear… forte porque consegue olhar cá para dentro… consegue entender tudo o que é dito… chega a conseguir saber o que vou dizer a seguir como se tratasse dum programa de computador…
Porquê?! Porquê a mim?! E porquê outra vez…? Já não bastava uma, e bem dolorosa?! Eu sei que não conseguimos escolher…mas…

...enfim... dado que às palavras, levam-nas o vento, mais vale uma carta! Essa, pelo menos, fica para sempre... (também não teria coragem para o dizer assim do nada...)

ARGHHHH!
Quero fugir, quero desaparecer… e mais que tudo, não quero sofrer… nem fazer sofrer ninguém…

E quero isso… porque ambiciono uma simples coisa: estabilidade… será pedir muito?!

O que fazer?!

Eu também tenho a resposta a essa pergunta: nada… absolutamente nada… porque quem tem essas características também não tem a predisposição para fazer seja o que for…

Até os melhores momentos… eu passo-os para a reflexão (cumpro a teoria estruturalista de Wundt na perfeição, infelizmente!!!)… e depois disso eles deixam de o ser - os melhores…Passam a momentos obsoletos...

Mas...

Para quê?! Para quê pensar?!... Amigos!… não pensem… senão, estão automaticamente a fo*** a vossa vida…

Não façam como eu… pois senão…pensando…logo desistem…


Fiquem bem…Fiquem em paz…

[[[]]]

1 comentário:

André disse...

:)